Livraria Cultura comunica aquisição do e-commerce Estante Virtual

Livraria Cultura anunciou, nesta terça-feira (26/12), a compra da Estante Virtual, plataforma online de venda de livros novos e usados. O valor do negócio não foi divulgado. Segundo a empresa, o movimento faz parte de sua estratégia de expansão, iniciada com a compra da Fnac Brasil, em julho.

A Estante Virtual tem atualmente 4 milhões de clientes cadastrados. Desde 2005, quando foi criada, já vendeu 17,5 milhões de livros. “Do ponto de vista de conceito do negócio, a plataforma transformou-se num importante instrumento de bibliodiversidade ao fazer chegar livros de todos os gêneros aos destinos mais remotos do país. Do ponto de vista de eficiência do negócio, conseguiu estabelecer uma política de preços atraente, em transações reconhecidamente seguras”, diz, em nota, a Livraria Cultura.

Para Sergio Herz, CEO da Livraria Cultura e da Fnac Brasil, a aquisição converge “com os valores da Cultura, uma empresa que começou sua história justamente alugando livros novos e usados, como quis minha avó, Eva Herz. Hoje, mais do que nunca, acreditamos na importância de propagar a cultura do reuso no país. E, por meio dela, contribuir ainda mais com a democratização do conhecimento, algo que já fazemos não só nos canais de venda, mas também com eventos, publicações, teatros, projetos culturais”.

Herz lembra ainda que a plataforma tecnológica da Estante Virtual é um ativo de valor: “a Estante é uma empresa com foco em tecnologia e inovação, também dois dos pilares mais importantes da Cultura, tanto em seus sites quanto em suas lojas”.

Também em nota, André Garcia, fundador da Estante Virtual, afirmou que “tenho total tranquilidade de que serão os melhores sucessores que poderiam existir para o legado que construí nesses 12 anos à frente da Estante Virtual”.

Fonte: Época NEGÓCIOS
Foto: Divulgação/Livraria Cultura

2 comentários em “Livraria Cultura comunica aquisição do e-commerce Estante Virtual

  1. Já não vimos esse filme antes? Empresas grandes comprando empresas menores. Isso só contribui para a formação de um monopólio no mercado dos livros. É uma notícia triste.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s