Ursula K. Le Guin é considerada uma das mais famosas autoras de ficção científica da história

Ursula K. Le Guin, escritora americana que morreu nesta terça-feira (23) aos 88 anos de idade, foi uma das mais famosas autoras de ficção científica da história. Le Guin ganhou fama com a série “O Feiticeiro de Terramar” (Earthsea), iniciada no final dos anos 1960, na que um aprendiz de feiticeiro luta contra os poderes do mal décadas antes de Harry Potter fazer o mesmo. Em seu currículo, ela tinha romances, livros infantis, contos, poesias e ensaios.

O celebrado escritor americano de suspense, literatura fantástica, ficção científica e horror Stephen King lamentou a morte de “um dos grandes” nomes em sua própria homenagem no Twitter e resumiu um pouco da história da escritora:

“Guin não era apenas uma escritora de ficção científica, era um ícone literário”, escreveu.

Educada no Radcliffe College de Massachusetts e na Universidade de Columbia em Nova York, Le Guin era especialista em antropologia. Seu pai, Alfred Louis Kroeber, era um etnólogo conhecido por seu trabalho com índios americanos.

A autora publicou seu primeiro romance, “El mundo de Rocannon”, em 1966. Mas o sucesso veio com a publicação, em 1969, de “The Left Hand of Darkness”, que ganhou uma série de prêmios e se transformou em um clássico da ficção científica.

O planeta em que se baseia este romance é pouco diferente da Terra, exceto pelo clima glacial, mas os seres que ali habitam são radicalmente diferentes: têm um único sexo e às vezes assumem papéis masculinos, outras vezes, femininos.

O livro traz perguntas sobre a identidade sexual e questiona regras sociais, a cultura e a vida nesse planeta.

“A única coisa que faz a vida possível é uma incerteza permanente e intolerável: não saber o que vem depois”, disse Le Guin, influenciada pelo taoísmo e o anarquismo.

Ela nasceu em 21 de outubro de 1929 em Berkeley, Califórnia, e depois se radicou em Portland, Oregon, no noroeste dos Estados Unidos. Casou-se com o historiador francês Charles Le Guin, e o casal teve três filhos e quatro netos.

A morte da escritora foi anunciada com um breve comunicado publicado no Twitter, sem revelar a causa. “Com profundo pesar, a família de Ursula K. Le Guin anuncia sua morte em paz ontem à tarde”.

Fonte: G1
Foto: Robin Marchant / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s