Resenha: Orgulho e Preconceito, de Jane Austen – por Jaqueline Bertão

Por Jaqueline Bertão

Sinopse:

Na Inglaterra do final do século XVIII, as possibilidades de ascensão social eram limitadas para uma mulher sem dote. Elizabeth Bennet, de vinte anos, uma das cinco filhas de um espirituoso, mas imprudente senhor, no entanto, não precisará de estereótipos femininos para conquistar o nobre Fitzwilliam Darcy e defender suas posições. Neste livro, Jane Austen faz também uma crítica às mulheres na voz dessa heroína.

Será que uma pessoa é capaz de deixar seu orgulho e seu preconceito para permitir seu coração guiá-la para o amor? Orgulho e preconceito é um romance de época, considerado clássico pelo tempo em que foi escrito, em 1813, pela autora Jane Austen.

Elisabeth Bennet é a segunda filha e a predileta entre cinco de um aristocrata e tem como melhor amiga sua irmã mais velha, Jane Bennet. Elizabeth mora em uma cidade fictícia chamada Meryton, que fica em Hertfordshire, perto de Londres capital da Inglaterra.

A história ocorre no início do século XIX, onde a protagonista passa por conflitos relacionados a educação, cultura, moral e casamento. Todo o conflito amoroso de Elizabeth começa quando Mr. Bingley chega a cidade juntamente com seu amigo Mr. Darcy.

Mr. Darcy é um homem rico, cheio de orgulho e que tem preconceito pelo modo de vida mais simples da família de Elizabeth, porém o jeito de Eliza não é tão modesto assim, ela também é uma pessoa orgulhosa e essa característica afim entre os dois, faz despertar uma grande paixão.

Este livro mostra que a primeira impressão pode ser mudada quando se conhece a pessoa. A família de Elizabeth não é tão educada como a de Darcy, mas isso não quer dizer que Elizabeth e sua irmã Jane não são diferentes.

O que mais é incrível neste livro é que, mesmo o casal tentando se afastar, o destino e as características parecidas acabam os juntando.

Na minha opinião, o casal protagonista, Elizabeth e Mr. Darcy, não são tão mocinhos pelo simples fato de não levarem desaforo pra casa, além de não manterem uma relação tão melosa. Já Jane e Mr. Bingley, os co-protagonistas, são bem mais mocinhos pelo jeito de confiar nas pessoas, não vendo o mal delas e perdoam-nas.

O que mais me fascina, é o amor entre as irmãs Eliza e Jane, ressaltando a importancia do amor incondicional entre irmãos.

No livro, eu me acabo de rir ao vê como a Sra. Bennet se comporta, o jeito dela ver o mundo e querer jogar a filha mais velha nos braços de Mr. Bingley pelo simples fato de ser rico e sem saber se a filha está mesmo apaixonada.

Duas curiosidades: O título original seria Primeiras Impressões; e, mesmo o livro sendo publicado em 1813, foi terminado anos antes em 1797 quando Jane Austen tinha 21 anos.

12xp-catperson-master768-v2Orgulho e Preconceito – Jane Austen
Editora: Diversas
Lançamento: 1813
Páginas: 400 (Landmark)

Nota: 5/5  5 estrelas

Preço mínimo: R$ 13,90 (Amazon)

 

Foto: Divulgação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s